imagem-top

Carta de um Filho


S í l v i a  S c h m i d t
gifgifgif


Pai, eu sei que você gostaria que houvesse um jeito
de fazer-me enxergar a vida através dos seus olhos bem mais
experientes, poupando-me de tropeçar pelo caminho.
Eu sei que você gostaria de ter as costas mais largas para
carregar também os meus fardos e aliviar-me de pesos.
gif
Pai, eu sei que às vezes o mundo é cruel e que viver
nele pode ser uma árdua tarefa, mas sei também que você
gostaria de construir um mundo onde só houvesse
o melhor para mim e onde o tempo não fosse tão curto
para aprendermos a Vida, onde não houvesse pessoas
capazes de ferir-me, onde eu pudesse apenas brincar de viver.
Eu sei que você gostaria de dar-me esse presente.
gif
Pai, eu sei da tristeza que você sente por não poder impedir
que eu sofra, que eu fique doente, que abusem de mim, que
os perigos me rondem e que a fé se desfaça em meu coração.
gif
  Sei das cicatrizes que você carrega, provocadas por ferimentos
que já me atingiram no passado, sei das suas angústias e
sobressaltos quando algo ameaça o meu tempo presente,
sei das suas vontades e ansiedades voltadas para o meu futuro.
gif
  Ah, Pai, que maravilhoso futuro você gostaria que eu vivesse!
Eu sei disso, Pai.
gif
Eu lhe peço, ouça-me:
Se dores eu sofri, maiores elas teriam sido sem a sua presença,
se em pedras muitas vezes eu tropeço e caio, lembro-me que foi
você quem me ensinou a levantar, se olho para o futuro e sinto
medo, ele se vai assim que eu recorro à fé que você plantou em mim.
gif
Agradeço a Deus por ter escolhido você para orientar os meus passos.
  Foi com você que aprendi que quando a jornada
se torna difícil Ele nos toma nos braços.

Obrigado, Pai!

gifgifgif

S í l v i a  S c h m i d t
No livro "Nossas Raízes"
- Direitos Autorais Protegidos -
Copyright ©2000







Versão em Espanhol
por Eduardo e Irany Lecea
CIMEXBRA - Consultoria Internacional México-Brasil

México



Mensagens de Silvia Schmidt

Porão da Humancat


por amor
Sempre que copiar, copie com Amor.
Mantenha o nome do Autor.


Formatação de Página : Leila Beiler

Créditos
Imagem: pintura de Auguste Renoir

art&design




Nossas Poesias