imagem top


R é u  C o n f e s s o

S í l v i a  S c h m i d t
gif

Ah, se soubesses quanto as tuas pragas
Me favorecem toda vez que as lanças!
Só dá-me pena ao ver que não te cansas
De expor ao mundo tão terríveis chagas.

Se tu soubesses que ando em outras plagas,
Plenas de vida, de sorrisos, danças,
Tu morrerias nessas tuas andanças
Ou secarias o pranto em que te alagas.

Teu ódio intenso só me desafia
A usar o amor e a plácida harmonia
Que, a cada pedra, crescem mais e mais.

Jamais me ames, por favor eu peço.
Teu ódio vivo é um útil réu confesso!
Que os teus fantasmas só te tragam mais!
gif

S í l v i a  S c h m i d t
São Paulo/SP - 12 de abril de 2006 -
Direitos Autorais Protegidos
Copyright ©2006








Mensagens de Silvia Schmidt

Porão da Humancat
Nossas Poesias

copie com amor
Sempre que copiar, copie com Amor.
Preserve o nome do Autor.