aguarde som/imagens
Homem de Mim
- Silvia Schmidt -
               


Meu homem-sol, meu clarear do dia,
Tu, que vieste do profundo sono,
Tu, que entoaste em mim sons de alegria
Outrora morta, quando em fins de outono,

Meu homem-céu, meu cintilar das noites,
Tu, que em meu corpo deixas tuas sementes,
Tu, que cortaste todos os açoites
De antiga vida e dores inclementes,

Toma meus versos de mulher amada!
Louvo-te em face de todos os seres,
Faço de mim a tua perpétua entrada!

Faze de mim o que tu bem quiseres!
Apenas lembra que sou tua estrada
Se porventura um dia me esqueceres.

gif


Silvia Schmidt
*Humancat*
No livro " Poesia, Melhor Não Ler "
- direitos autorais reservados -
copyright ©2000










Nossas Poesias

Mensagens de Silvia Schmidt


Porão da Humancat


por amor
Sempre que copiar, copie com Amor :
mantenha o nome do Autor.


Página elaborada por
Amanda Heuller



IMAGENS:
LADY UTOPIA





Fala o Internauta