aguarde som/imagens
Ciência e Arte
© Silvia Schmidt ©

Meus versos vão a ti tão desarmados,
No entanto atingem-te como estiletes,
Como balas de fuzis e canivetes,
Como facões por astros derramados.

Meus versos vão a ti qual marionetes,
Desejam ser por ti direcionados,
Tão mansos vão, porém interpretados
Por tua razão se tornam alfinetes.

Tu me demonstras que eles muito ferem,
Que aborrecer-te apenas é o que querem,
No entanto os mando com tão grande amor!

Perdoa-me escreve-los e os mandar-te ...
Tu és ciência e eu tão somente arte ...
És pés na terra ... e eu, vôo de condor ...


Silvia Schmidt
*Humancat*
No livro ' Toques&Choques '
© 2001 ©
Edição Musical de Udo Erwin Franz








Nossas Poesias

Mensagens de Silvia Schmidt

Porão da Humancat
Fala o Internauta



Imagens Moon And Back Graphics